Se você está cansado destes filmes dessa geração Power Rangers, venha conhecer um blog que só vai abordar filmes mais antigos da Sessão da Tarde. São comentários bem humorados envolvendo filmes e a vida.

52 - Uma Babá Quase Perfeita

Original: Mrs. Doubtfire

Lançamento: 24/11/1993

Atores: Robin Williams
Sally Field
Pierce Brosnan

Diretor: Chris Columbus






Sempre quando era moleque queria ter uma empregada gostosa, rolava aquelas fantasias dela com avental, saiazinha, acordar no meio da noite e ir para o quarto dela (não era tarado, eram os hormônios). Mas nunca consegui realizar meu sonho. Lá em casa só tinha empregada com mais de 60 anos. Acho que minha mãe quando fazia entrevista perguntava: “Quantos anos têm? 62. Está contratada” (será que meu pai tinha a mesma fantasia que a minha?). Esse post é especial para estas pessoas pacientes que sempre faziam meu almoço e meu lanchinho da tarde (não dormia sem meu leitinho... não pensem besteira). Vamos ao filme.

Veja o trailer da época (época que tinha que rebobinar o vídeo da locadora).



Esse filme se resume a: Robin Williams. Suas imitações e vozes são as melhores (ele chega a imitar um cachorro-quente... sem comentários, mas é verdade). O filme já começa com ele dublando um desenho onde os personagens aparecem fumando cigarro (muito educativo, podiam fazer um com eles fumando crack... seria mais atual). Aquela cena dele queimando os peitos no forno é muito boa (a cena, não os peitos caídos da velhota...). Abaixo uma brincadeira que toda criança faz sozinha em casa, tocar guitarra-vassoura (ótima trilha de Aerosmith).



Como já falei, o Robin Williams é o cara do filme. Lembrando dos velhos tempos de dublador (ele era o dublador do Popeye), ele mostra seu vasto repertório de vozes (é quase um Tom Cavalcante). Sally Field também está muito bem como a mãe “madura” e “séria” da família. Enquanto o Pierce Brosnan é o... Pierce Brosnan (eu acho ele fraco, muito ruim. Como esse cara virou um James Bond? Deve tá comendo alguém importante em Hollywood...). Fiquei muito feliz quando a babá traveco joga um limão na cabeça dele (podia ter estourado a cabeça dele). Muito engraçado é o irmão da Mrs. Doubtfire que é uma bimba de voz grossa que fez a máscara (ui! ficou linda). Abaixo uma cena de Mrs. Doubtfire bêbaba, digo bêdaba, bêblabla… (ah vocês entenderam).



Não sei se sabem, mas este filme é uma refilmagem, com adaptações, de Tootsie com o Dustin Hoffman (muito bom podem alugar ou baixar o torrent). Após perder a guarda dos filhos e o emprego de dublador, Daniel Hillard resolve se candidatar a ser babá dos próprios filhos, mas vestido de “vovózona” (epa, esse é outro filme com velhas travecas). Ele aprende a lavar, passar, cozinhar, queimar os peitos, dançar com vassoura, enfiar a cara em tortas, entre outras coisas que as mulheres do lar fazem. Depois ele ganha um programa de TV (assim... molezinha... “Você quer um programa de tv?” “pode ser... não tô fazendo nada”) e vive feliz com seus filhos e sua babá traveca.


Cena Inesquecível: A melhor cena do filme, quando a assistente social visita a casa do pai para uma vistoria. É a cena onde ele enfia a cara na torta para fingir que é creme facial (será que funciona no sabor chocolate?), ainda bem que ele tinha uma torta na geladeira, imagina enfiar a cara numa feijoada. Abaixo essa ótima cena (detalhe para os japinhas vendo a transformação traveca).



Curiosidade:
No filme, Robin Williams se separa da esposa e se torna sua babá, na vida real o ator se divorciou da esposa para casar com a babá (viu... a esposa do Robin Williams não conhecia o macete da minha mãe. “Babá só com mais de 60 anos”).


Mudando de assunto:

Filmes com natal: Trocando as bolas, Férias Frustradas de Natal e O Grinch.

Marcadores: