Se você está cansado destes filmes dessa geração Power Rangers, venha conhecer um blog que só vai abordar filmes mais antigos da Sessão da Tarde. São comentários bem humorados envolvendo filmes e a vida.

Promoção Luz, Câmera e Ação... (IV)

Depois de muito tempo está de volta a super hiper mega Promoção Luz, Câmera e Ação..., onde o ganhador ganha a honra de escolher o próximo filme a ser postado aqui. As regras são: sejam criativos e não assinem como anônimo (mais fácil do que tentar explicar pra uma mulher como funciona o impedimento no futebol).

Dessa vez nosso grande amigo Beetlejuice resolveu falar alguma gracinha pro cabecinha. Agora é com vocês. Vamos galera, mandem brasa!


Gabarito: Atores Invisíveis II

Pra variar o último filme não deixou ninguém gabaritar. Admito que peguei pesado, esse filme do Spike Lee é do fundo do baú. Mas vi que a galera tá afinada com as cenas, talvez na próxima vez.

Corra que a Polícia vem aí 1

Embalos de Sábado à noite

Faça a Coisa Certa

Atores Invisíveis II

Eles voltaram. Os atores invisíveis atacaram de novo e quero ver quem descobre o nome dos filmes abaixo. Molezinha!!!

Dica: o primeiro filme já foi postado neste glorioso blog. Vamos lá galera!



46 - Esqueceram de Mim I

Original: Home Alone I

Lançamento: 20/12/1990

Atores: Macaulay Culkin
Joe Pesci

Diretor: Chris Columbus




Eita, esse filme deve bater recorde na Globo, acho que já passou umas 2.763 vezes. E é sobre o medo que toda criança tem: ser esquecido. Toda criança deve ter alguma história de ter sido esquecido em algum lugar, graças a Deus a maioria é lembrado depois (e mais traumas para os filhos). Por isso que tem pais que andam com os filhos em coleiras, outros colocam GPS, tem uns que colocam um chip que dá choque caso o moleque fique distante mais de 3m (mentira, esse eu inventei, mas a patente já é minha). Acho que todo supermercado, shopping deveria ter um Achados & Perdidos Kids, imagina uma salinha cheio de crianças pedidas esperando os pais, “Você é meu pai?” (hehehe). Só penso besteira...

Veja o trailer da época (época que gelatina era “Abre a boca que é Royal”).



Esse filme cativa qualquer criança, todas sonham em ficar sozinhas em casa. Pular na cama, nunca entendi porque é tão legal fazer isso quando é criança. O moleque chega a descer de trenó a escada (drogas na infância é foda). Outra cena ele assusta o entregador de pizza com um filme de gangster (aqui no Rio nem ia assustar, é normal escutar barulho de tiro pela rua). Além das armadilhas que ele arma pros bandidos (ele deveria fazer engenharia). Abaixo a cena onde o Kevin descobre que tá sozinho e resolve só fazer merda.



Não precisa nem dizer que esse filme bombou o Macaulay Culkin como o novo astro mirim. A atuação dele é... bem... sei lá... de criança (ainda bem porque o papel dele era de criança). Hoje em dia, muita garotada nem sabe quem ele é. Macaulay Culkin deve tá trabalhando com outros astros mirins como o Gordo (Goonies) e o garoto que fez ET. Joe Pesci, que sempre fez papeis de mafioso e porradeiro, faz o papel de bandido trapalhão e olha que ainda se saiu bem. Mas sempre achava que em alguma cena ele ia puxar um trambuco e fuzilar o garoto (muleque chato!!!). Abaixo uma cena do bandido gritando com a tarântula (“Marv?? What are you doing??” hehehe... boa).



Como todos sabem, Kevin é esquecido em casa quando a família resolve viajar no Natal (besteira, é como largar a luz acessa, acontece com todo mundo). Então dois bandidos que roubam casas resolvem assaltar a casa de Kevin, mas o moleque é mais esperto e arma diversas armadilhas e traquinagens (eba!! Sempre quis usar essa palavra em algum texto). Aí a família volta e encontra ele morto em estado de decomposição... bem eu ia achar esse final muito mais supimpa (gíria de velho). Na verdade a mãe volta e os bad guys são presos. E os pais perdem a guardo do filho que é mandado pra um reformatório com gangues nazistas. Também preferiria esse final, mas...

Cena Inesquecível: Cena clássica que marcou época, o Kevin dando aquele gritinho ao passar loção pós-barba na cara. Detalhe é que o pós-barba só arde se você fizer a barba, então por que ele grita? Pra mim é viadagem.

Veja a cena do gritinho (sei não, desde cedo já mostrou que era mostarda).



Curiosidade: Macaulay Culkin já foi preso com porte de maconha e remédios de tarja preta, além de ser padrinho do primeiro filho de Michael Jackson. Coitado do Jackson Jr., primeiro é bolinado pelo pai, depois vai comprar drogas com o padrinho. Que bela família.

Mudando de assunto:

Filmes com praia:
A Praia, Náufrago e Lagoa Azul.

Marcadores:

Jogo do Rei Eddie

"Queridos súditos, venho por meio desta mensagem divulgar um recente jogo sobre mim mesmo. É uma mistura de Tira da Pesada com Príncipe de NY. Todos devem jogar e vencer, ou terão que assistir 24 horas de Ana Maria Braga."


Detalhe para a participação de outros atores.
Dica do nosso colega internauta Eraldo Rosa. Valeu Eraldão

45 - Cabo do Medo

Original: Cape Fear

Lançamento: 13/09/1991

Atores: Robert De Niro
Nick Nolte
Juliette Lewis

Diretor: Martin Scorsese



Calma galera, esse não é um filme pornô com um superdotado. É um filmaço com um dos maiores vilões do cinema: Max Cady. Pra ter um nome como Max, ou você é um cara sinistro ou um cachorro. Ser advogado de criminosos é difícil, ou você vence o caso e é morto por saber demais, ou você perde e é morto. Além disso, o advogado tem que ter boa imaginação pra inventar histórias de defesa. Imagina o advogado do Beira-Mar: “Meritíssimo, o meu cliente não enfiou um cabo de vassoura no fiofó do seu amigo de cela. A verdade é que ele estava varrendo a cela, escorregou e caiu sentado na vassoura. Foi uma infelicidade, obra do acaso”.

Veja o trailer da época (época que o Big Mac vinha em caixa de isopor).



Cenas de tensão e suspense não faltam. Já começa com a cena clássica do Max Cady malhando (ui!) na cela com as tatoos nas costas, braços e até dedos (é quase um livro ambulante, com prefácio do Osama). Pra mostrar que o Max é mau mesmo, ele viaja debaixo do carro, é... sinistro (será que ele leva um refri, cheetos na viagem?). Mas Max também é cérebro, aprendeu tudo sobre Deus, filosofia e Direito na prisão. O que acho engraçado é que todo preso de filme americano sai da cadeia mais instruído, então em vez de mandar as crianças pra escola deveriam mandar pra prisão, não? Abaixo uma cena hilária e sinistra ao mesmo tempo (queria saber que filme eles estavam vendo no cinema, Top Gang? Ace Ventura? Lista de Schindler?).



O elenco é fantástico. De Niro é simplesmente show, ele faz um personagem que finge ser normal e boa praça, mas na verdade é um animal, vingativo (mau que nem o lobo mau). Com certeza um dos melhores vilões do cinema, junto com Darth Vader, Hannibal e o caçador que matou a mãe do Bambi (maldito caçador... snif... Por que? Snif... Bambi! Trauma é foda...). Nick Nolte também tá muito bem como o advogado, o que dá nervoso é a voz dele, parece que tá com alguma coisa entalada na garganta (fala logo homi!!!). Pra finalizar a lindinha da Juliette Lewis fazendo a inocente adolescente que se interessa pelo Max. Sempre achei ela um charme. Por que? Não sei, apenas acho. Abaixo uma cena caliente dela com o “professor” de teatro (nossa!! A chupada de dedo é pra ficar maluco!!).



O filme é sobre Max Cady que é condenado a prisão por culpa do seu advogado que omite provas. Após 14 anos, ele volta pra se vingar (calma, não é outro filme do Charles Bronson). Como estudou as leis na prisão, ele começa um jogo psicológico e dentro da lei com o seu ex-advogado. Inclusive seduz a sua filha (tudo bem que ela era bem safadinha). No fim, a família resolve dar um passeio de barco pelo Cabo do Medo e Max resolve visitar (sacanagem, nem levou um vinhozinho). Max seqüestra a família, mas depois acaba morrendo no rio (tinha esquecido as boinhas de braço). Um dos melhores filmes do Martin Scorsese, grande clássico !!!

Cena Inesquecível: Cena em que o advogado manda uns capangas baterem no Max, com direito a corrente, taco de baseball e pena de ganso.

Veja a cena da porradaria (couselor? couselor?Meda!! De Niro tá muito foda!):



Curiosidade: a história do Sideshow Bob dos Simpsons tem como base o personagem Max Cady. Tem até um episódio que eles satirizam o filme, onde o Sideshow Bob tenta matar o Bart por vingança. Abaixo a cena do cinema, zuando o 2º vídeo deste post. Depois tem as tatoos de vingança (eeeee!!! Simpsons de novo!!!).

Mudando de assunto:

Filmes com tequila:
A Mexicana, Drink no Inferno e Babel.

Marcadores: