Se você está cansado destes filmes dessa geração Power Rangers, venha conhecer um blog que só vai abordar filmes mais antigos da Sessão da Tarde. São comentários bem humorados envolvendo filmes e a vida.

30 - A Dama de Vermelho

Original: The Women in Red

Lançamento: 15/08/1984

Atores: Gene Wilder
Kelly LeBrock

Diretor: Gene Wilder




Desculpem meninas, mas este post será machista e meio tarado (mais um... hehe). Porque além de ter a linda e gostosa (eu avisei que ia ser machista) Kelly LeBrock, que eu já elogiei demais no post do Mulher Nota 1000, tem uma cena onde aparece a xaninha (pra não ser grosseiro) dela. E deve ter sido a primeira que muitos meninos viram (lembrando que minha infância foi pré-internet). Mas lógico que na Sessão da Tarde passava editado para não mostrar a piriquita (que lindinho). Ainda bem que eu consegui ver em VHS (lembrando que eu sou da época pré-dvd. Porra, tô ficando velho...). Aviso para os marmanjos que quando forem ver os vídeos tomarem cuidado para não babarem no teclado (experiência própria).

Veja uma cena da bela Kelly LeBrock (o que será que o Gene Wilder viu no fim da cena? Perereca?).



Gostosa a parte, este filme é bem engraçado. Adoro aquela mulher do trabalho do Gene Wilder que acha que ele tá dando em cima dela. A cena que ela entorta a antena do carro é muito boa (sim, sou do tempo de antena em carro... tô realmente ficando deprimido com minha idade). Em outra cena, o Gene Wilder finge que tá passando mal dentro do carro e ela vai e solta o freio de mão na ladeira (clássico). Outros bons personagens são os amigos: um mulherengo, um filinho da mamãe e um viado. Os amigos que dão a última força pro Gene Wilder trair a mulher e pegar a LeBrock (o cara ainda tinha dúvida? com aquele avião?só faltou a ajuda dos universitários). Abaixo a cena onde os amigos pilantras dão a última incentivada para o “pular da cerca” (não ficou poético?).



Para quem leu o post de Cegos, surdos e loucos, não preciso dizer muito mais sobre o Gene Wilder, além dele também ter sido o diretor deste filme. Sempre com aquela cara de cínico, ele faz muito bem as cenas onde inventa mentiras para a mulher (até ele descobrir que ela tem uma arma, com essas coisas não se brinca...). Bem, a Kelly LeBrock é aquela morena que tudo termina com uda: bocuda, olhuda, pernuda, peituda...e é isso que tenho a falar sobre ela (lembrem do aviso de machismo). Vocês sabiam que este filme ganhou um Oscar, é... de melhor música com "I Just Called to Say I Love You", o hit de festinha americana em play de prédio. E parem de cantar a música, porque eu sei que vocês estão cantando (como são desafinados... humm...).

Resumo: Ted é um homem bem casado e fiel até encontrar a bela Charlotte (nome de cavalo, não?). Dali pra frente ele só pensa nela, mas fica preocupado em trair sua mulher, Didi (ô da poltrona). Então ele finge saber montar cavalo, diz que o seu amigo é chofer e até se jogar na frente do carro do seu novo amor (amor, sei... ele queria é ver a pitanga dela, safadinho). Quase no fim, ele consegue chegar na cara do gol, mas... eis que surge o maridão dela (viu meninas, nós não somos os únicos a colocar chifre). Então ele termina de roupão no parapeito da janela e a família vendo ele pela tv (é mole? mas pela LeBrock vale a pena, não?). O bonitinho é que no fim, ele se joga e se apaixona, em plena queda, por outra mulher (homens nunca aprendem...).

Cena Inesquecível: Cena a lá Marilyn Monroe que a Kelly LeBrock faz na ventilação no estacionamento. Essa é a verdadeira dama de vermelho!

Veja a cena clássica do ventinho (o melhor é a reboladinha que o Gene Wilder faz em cima da ventilação.... hehe):



Curiosidade: A atriz Kelly LeBrock foi casada com o “ator” Steven Seagal (feioso), eles se conheceram nas filmagens do filme Difícil de Matar (melhor se fosse Difícil de Assistir).

Mudando de assunto:

Filmes com golfe:
Lendas da vida, Wasabi e Um maluco no golfe.

Marcadores:

3 Comentários:

Anonymous line disse...

Veja a cena clássica do ventinho (o melhor é a reboladinha que o Gene Wilder faz em cima da ventilação.... hehe):

to te estranhando hein?!?!?!?!
shauhsuahsuhaushauhsuahsuhaushauhsua

18 de setembro de 2007 16:39

 
Anonymous sophia disse...

tentei achar teu email em algum lugar no blog, mas não achei... é que eu e meus amigos estamos tentando lembrar de um filme que tinha um cara e uma mina que se fingiam de intercambistas italianos (e o cara fazia um bronzeamento artificial pra parecer mais italiano) só pra serem "populares" na escola. te lembra?? se der, me manda por email... sofichassot (arroba) yahoo.com.br . brigada

18 de setembro de 2007 16:50

 
Blogger Marcelo Holanda disse...

Olha só, não fiquem duvidando da minha masculinidade. Lembrem-se que eu tenho o poder da mídia nas minhas mãos (e não é pequeno)... não se metam (ui) comigo...

Em relação a este filme de pseudo-italianos... não me parece meio gay? Tem certeza que você viu este filme na Sessão da Tarde ou no Canal For Men. hehehe

Brincadeira, não lembro deste filme, mas posso tentar recuperar no goog... quer dizer, na minha memória.

Vlw

18 de setembro de 2007 17:17

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial