segunda-feira, 16 de julho de 2007

17 - Splash - Uma sereia em minha vida

Original: Splash

Lançamento: 09/03/1984

Atores: Tom Hanks
Daryl Hannah
John Candy

Diretor: Ron Howard






Desculpe-me as mulheres da minha vida, mas esse filme me mostrou a minha primeira “paixão” (platônica, e daí?): a atriz Daryl Hannah (sensacional!). Com seus longos cabelos loiros e frisados (sim, eu entendo de técnicas de cabeleireiros, mas não sou Fanta!), ela me cativou de primeira. Ainda mais nas cenas que ela aparece como veio ao mundo (não é cheia de sangue, não. É peladona mesmo). Aposto que foi paixão de muito mulequinho dos anos 80 e 90 (podem negar, mas eu sei).

Veja um clipe do filme da época (época em que todo mundo cantava “Uh! Alô Pirão, alô, alô Boavistão...”- Rap do Pirão).



Neste post apresento mais uma grande estrela da Sessão da Tarde: Tom Hanks (figurinha carimbada junto com Eddie Murphy e Corey Feldman). É... quem diria que o hoje renomado e vencedor de 2 Oscars, Tom Hanks, já fez vários filmes de comédia juvenis e paspalhonas (eita! Termo de velho). Mas sempre se mostrou ser um grande ator e cresceu muito na profissão (esse eu puxo-saco, acho ele fodão... e se não gostou muda de blog... mas depois volta :D). Esse filme também revela um grande diretor, Ron Howard, que vez filmes memoráveis como Mente Brilhante e Apollo 13 (já até apareceu nos Simpsons). Aplausos também para John Candy (que Deus o tenha), sempre muito engraçado.

Bem, a história é uma mistura de fantasia e comédia. O molequinho Allen Bauer (Hanks) cai de um navio e é salvo por uma sereiazinha (com a ajuda do seu amigo caranguejo, ah não... esse era aquele desenho da Disney). Anos depois essa sereia (que sereia!!) volta para reencontrar o seu grande amor, Allen (como será que é na hora do rala e rola?). Mas nem tudo é maravilha, um pesquisador (sempre eles) descobre a sereia e se torna obcecado em provar que ela é uma sereia. E consegue. Veja abaixo a cena:



No fim, Allen a salva e vai viver no mar com ela (e eles tiveram vários cardumes juntos). Mas antes de terminar, tem uma cena muito boa da sereia falando em “sereieis”, que é um ruído supersônico que quebram todos os vidros e espelhos (imagina ela num karaokê).

Cena Inesquecível: A cena que a sereia Daryl Hannah (ah... se ela me desse bola...), entra na banheira e cresce o rabo (rabo de sereia... vocês só pensam besteiras). Boa cena com um suspense, será que o Tom Hanks vai conseguir descobrir seu segredo?

Veja a cena do rabão:



Curiosidade: O nome adotado pela sereia, Madison, tornou-se um dos nomes mais populares de recém-nascidas nos Estados Unidos na ocasião (aposto que quem quis esse nome foram os papitos, por que será?).
Mudando de assunto:

Filmes com professores:
Sociedade dos Poetas Mortos, Código de Honra e Escola do Rock.

2 comentários:

line disse...

hushaushuahsuahushau
eu lembro da cena do "grito"
e bem legal
kuase uma semana sem atualizar heim?
tsc tsc

Sam disse...

Tive o prazer de assistir este clássico nesse sábado que passou no SBT a tarde. O que me chocou, que eu não lembrava das vezes que era criança e o tinha assistido é a parte que o Tom Hanks e o John Candy se passam pelos doutores suecos pra salvar a Madison e o guarda de plantão começa a falar Sueco com eles... eles falam só Ja Ja JAJAJAJA e tal, mas aí o guarda fala de novo com eles e o Jonh Candy responde em Sueco(e apareceu a legenda no SBT!!!) "Tenho uma pica de xcm, quer ver?" ou algo do genero.. será que isso passava quando a gente era criança? Ele fala depois pro Tom Hanks que assistir porno sueco varias vezes serviu pra alguma coisa... ehehe muito bom!!!